Dia de trilha

- Hoje, assim como ontem, é dia de trilha, mas dessa vez, a trilha grande, a tão temida Capim-Açú. Essa também depende da maré, então não vou me prender muito no roteiro, mas vou dar algumas dicas. Leve muita água, repelente, algo para comer fácil (tipo lanchinhos e salgadinhos), leve equipamento de mergulho, como máscara e snorkell, protetor solar e vista-se com blusas UV e se possível uma calça pra evitar as cafifas e os galhinhos soltos arranhando suas perninhas!

- Depois de tudo isso pronto, é só se jogar na trilha e aproveitar. Só lembrando que pra fazer esta trilha, você terá que ir antes no Centro de Agendamento do ICMBio (até 06 dias antes) já com algum condutor pré-agendado pra te guiar nessa maravilha. Agende por aqui.

- Pra quem vem pra Noronha na época de chuvas (de abril a agosto), não tente fazer as trilhas. A maioria delas vira um lamaceiro perigoso e muito, mas muito escorregadio. Então, troque este passeio pela cachoeira lindíssima que se forma no Sancho. É fácil de chegar e uma delícia de se refrescar. Já dá pra ver a cachoeira da areia, então é só ir seguindo pro lado esquerdo da praia e achar o caminho que é próximo à segunda palmeira, entre pela mata e divirta-se.

- Depois da trilha, (ou da cachoeira) se aguentar algo mais, pode aproveitar pra conhecer a Capela Quixaba, que não é nada divulgada e também só é interessante pra quem gosta da história da ilha. Fica na mesma rua de terra que leva para o Sancho, mas uma entrada antes do Sancho. A capela foi reconstruída três vezes e sempre pela mão de obra carcerária. E a Vila hoje é composta apenas por uma casa, mas as placas que tem lá explicam direitinho o valor histórico que aquela região tem pra ilha.

- Hoje não vou sugerir almoço, porque provavelmente será feito durante a trilha do Capim-Açú, mas pro jantar, pode aproveitar pra conhecer o restaurante da Pousada Zé Maria. Tenho ouvido muitas opiniões diversas sobre o festival e eu mesma não tive uma boa experiência, mas indico sim o restaurante como uma opção. Caso queira ir fora do festival (que é o que eu indico), evite as quartas-feiras e sábados.

- A noite tem palestra no Centro de Visitantes do Projeto Tamar às 20h e veja abaixo nas atividades variáveis o que te espera para a noitada, pois cada dia da semana tem uma noitada diferente!

ATIVIDADES VARIÁVEIS DIÁRIAS

Atente-se para qual dia da semana você estará chegando.... Porque aqui na ilha, cada dia da semana é um dia diferente, acontecem atividades diferentes, festivais gastronômicos, noites, etc. Então, veja os slides abaixo para completentar a sua experiência aqui conosco. 

DETALHES DAS NOITES

Segunda-feira: forró no Bar do Cachorro

Terça-feira: nenhum atrativo noturno

Quarta-feira: forró no Bar do Cachorro

Quinta-feira: reggae no Muzenza

Sexta-feira: forró no Bar do Cachorro

Sábado: forrónejo no Bar do Cachorro e reggae no Muzenza

Domingo: samba no Muzenza

QUER AJUDA?

Ficou com algum dúvida? Me escreve que terei o maior prazer em te ajudar!

  • Facebook - Dicas de Noronha
  • Instagram - Dicas de Noronha

Este site está no ar com o intuito de ajudar o visitante na sua visita ao arquipélago. Portanto, tirem suas dúvidas, acessem os sites de passeios e buggys, sigam as indicações, porque esta é a única forma de mantê-lo no ar, já que não tem fins lucrativos.

Mabuya Digital